Após mudança de roteiro, data e de programação, A Prefeitura Municipal de Quatro Barras revogou a autorização para realização do Rally da Graciosa, previsto para os dias 13 e 14 de janeiro.

Seria a última etapa do Campeonato Brasileiro de Rally 2022. Inicialmente prevista para dias 03 e 04 de dezembro, quando o município de Quatro Barras, no Paraná, foi afetado por fortes chuvas, deixando a cidade em estado emergência. Entendendo a situação, o RPMC – clube organizador do evento e CBA – Confederação Brasileira de Automobilismo reagendaram a prova para os dias 17 e 18 de dezembro e se mobilizaram junto às autoridades para reestabelecer a situação na região.

Próximo à segunda data, a Prefeitura Municipal de Quatro Barras solicitou o adiamento da prova, pois entendeu que as estradas da região ainda não estavam aptas a receber o evento. Mesmo com algum revés, a organização do rally adiou a etapa para os dias 13 e 14 de janeiro. Com tudo pronto e faltando apenas 2 dias para o início das atividades programadas, o RPMC foi surpreendido pelo pedido de cancelamento da prova.

“Eu estava no trecho hoje de manhã fazendo cálculos para reduzir o número de oficiais para o fechamento das estradas quando recebi a ligação da prefeitura (de Quatro Barras) às 11:59 informando que a autorização da prova seria cancelada e, logo em seguida, o ofício confirmando a decisão monocrática, política e sem fundamento técnico, usando fotos e declarações de novembro do ano passado, onde o prefeito de Quatro Barras, sem o menor respeito a todo trâmite realizado pelo RPMC, cancela o Rally da Graciosa”, conta Walter Lamarca Jr., presidente do RPMC. “Domingo passado fizemos panfletagem na região e verificamos que não havia nenhum empecilho para a realização da prova. Não dá pra entender tamanha mudança de comportamento, pois um dia está tudo certo, no outro mandam essa notícia”, lamenta o organizador. 

O rally mais antigo do Brasil teria sua 36ª edição, quatro delas (de 2016 a 2019) nos mesmos moldes da prevista para agora, mas a primeira em parceria com a gestão pública atual. “Considerando as conversas realizadas e situações similares que outros organizadores passaram na região, é nítido que a gestão atual não entende o impacto positivo que o esporte causa na região”, completa o presidente.

A partir dessa informação, o Campeonato Brasileiro de Rally é concluído prematuramente.


Ofício 011/2022

Termos de responsabilidade

1. Declaro conhecer o Regulamento Desportivo do Campeonato Brasileiro de Rally de Velocidade 2022 e todas as implicações contidas no mesmo, e acatar adendos, ainda que posteriores ao presente ato.

2. Declaro estar em plenas condições físicas e mentais para participar deste tipo de competição.

3. Declaro estar ciente que todos os riscos de acidentes comigo e meu co-piloto, e que deverei assumir todas as responsabilidades decorrentes de acidentes, inclusive despesas médico-hospitalares, consertos, indenizações judiciais ou extrajudiciais a terceiros, decorrentes de acidentes que tiver dado causa durante a participação no evento, isentando os organizadores, promotores, patrocinadores e entidades fiscalizadoras do evento de qualquer responsabilidade decorrente de sinistro desta natureza.

4. Autorizo o registro de imagens da minha equipe (piloto, navegador e veículo) em foto e vídeo, assim como a utilização de forma gratuita destas para fins de divulgação do evento por parte dos organizadores, promotores, patrocinadores e supervisores do evento, sem qualquer restrição.

5. Confirmo a veracidade em todas as informações prestadas na ficha de inscrição, e que a original terá minha assinatura na secretaria da prova.